O Vírus da Almofada

O padre tinha uma gaiola de ratos e seu pé esmagava café. Ao olhar para baixo viu o buraco negro formado pelas formigas e o zíper que suturava o ferimento no seu braço.

Rapidamente, o religioso saiu do matagal e foi até a cozinha. Ao abrir a torneira, foi disparado o tiro. O gato da igreja assustou-se com o barulho. O animal saiu correndo e o cartaz dizia “Não”. O padre virou-se para o lado e viu o fantasma de guarda-chuva segurando uma chaleira. As gotas doces pingavam do alto da torre no alvo debaixo da escada.

Sem pensar um minuto, o sacerdote pegou o revólver que estava preso numa bola de ferro. Usou o cartão de ‘Saída da Prisão’ do Banco Imobiliário, mas a corrente não se soltou da arma. Vendo que não podia mais enfrentar os elfos nazistas, o padre teve que ir embora para se encontrar com Jesus na Rodoviária.

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s